Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Herói ou Vilão, tanto faz...

O Leão e o Cordeiro
Qual é o herói? Aquele que bate no mal e expulsa os injustos ou quem não faz mal algum a ninguém, seja quem quer que seja?
Quem é o vilão? Aquele que quer o mal de alguém, seguindo um desejo de seu coração e ultrapassando qualquer barreira possível para atingi-lo, ou quem prejudica pessoas sem ao menos tomar conta de tê-lo feito? Essas mesmas pessoas que fazem mais mal do que bem, sem saber, sem perceber, culpadas pela ignorância do ser...

Nenhum deles tem coragem alguma de ser extraordinário, nem mesmo tem essa vontade. A maioria deles nem mesmo desejam algo mais que um bom trabalho, um bom casamento, uma boa casa, um bom carro, enfim, desejam uma boa vida. Algo bom. É o que todos eles tem em comum, o desejo pelo bom, não necessariamente pelo bem, já que se eles estiverem bem, nada mais importa no mundo. Mas se eles estiverem mal, o mundo está mal, o mundo vai mal, tudo vai mal, tudo está errado.

Não existe nada nesse mundo que seja bom, nem que seja mau.
Porém existem momentos em que uma pessoa pode valorizar um ou outro, a ponto de estar tão enganado, tão iludido pelos seus poderes de bem e mal, que são tão humanos como são as escrituras sagradas, que são tão fúteis como a mente dos que acreditam em todas as possibilidades serem reais ao mesmo tempo sem a existência de uma outra realidade ou dimensão, tudo tão fugaz!
O que acontece está feito, escrito na pedra e não pode ser apagado ou mudado. O que se quer é escrito no vento, e voa pra tornar-se realidade, mas com a mesma facilidade, perde-se e some, desvanece, desaparece como os sonhos dos que não tem ambição. Ou a ambição dos que não tem sonhos.

Havia neles alguma compaixão? Não! E pela falta dela sofrem da mesma falta, pois o que não se pede não se ganha e o que não se oferece não lhe será ofertado. Quando a lei é clara assim, quem as ignora é o que? Burro? Não, de forma alguma, os Burros bem a conhecem, animais inteligentes que empacam na estrada se sabem não poder mais continuar. Quem as ignora é ignorante! Simplesmente. Felizmente é fácil de se curar. Mas da ignorância também existe a falta de vontade, e esta que é a mãe da tristeza não sabe perder. E ela ganha quando os outros perdem, então a perda é para ela o final feliz, enquanto o outro está perdido em prantos.

Qual é o sinal que alguém torna-se herói? É herói quem vence no final, e o vilão foi derrotado, e o povo segue feliz e contente na comemoração de quem venceu o terrível mal! E na verdade ninguém mesmo liga, não é? Afinal de contas, o herói mesmo é aquele cara que o povão escolhe pra ser o mártir, um ídolo que tem uma estátua na praça da igreja. Ou como vemos hoje, o craque da seleção. Que vai morrer rico, mas não faz nada de extraordinário, como qualquer outro funcionário do planeta Terra, o ser...

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!