Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Seu centro...


As vezes, bate uma saudade que dói.
Me pego vendo as fotos antigas, e...
Pra quê faço isso?
Eu sei que tudo volta na memória.
Os bons momentos com os amigos,
que já não vemos mais.
As histórias da família toda reunida,
que hoje briga pela herança dos pais.
Revemos as pessoas mais queridas,
que não estão mais entre nós.
E tudo de um passado saudosista,
aquele que machuca ao tirar sorrisos.

Não é de todo ruim, nem uma dor que fere.
Só fico pensando nas possibilidades...
Imagina se essa gente ainda estivesse aqui?
Ah quanta alegria, quantas histórias mais...
Pensar nisso não muda o presente que temos.
Saudade do passado traz a gente pros eixos,
pra aproveitar melhor as oportunidades,
viver 100% dos dias e das pessoas ao redor,
até que o tempo passe e tudo fique chato de novo.
Até que peguemos de novo o álbum de fotos.

As vezes, a gente só precisa sentar e descansar.
Só precisamos da gente mesmo nesse momento.
Nem sempre fazemos questão de parar e pensar,
e nesses casos nos entediamos com facilidade.
Mas quando revemos o passado, relemos o futuro,
naquele quadro branco que fica atrás dos olhos
onde passam os sonhos de uma vida melhor.
O passado nos ensina muito e faz o presente.
Faz da gente presente de si mesmo, inteiramente.
Agora é hora de colocar essa energia extra à obra.
Bota pra fora o desejo e pinta nos dias sua história.
Bola pra frente que o futuro não espera, nem demora.
E o Sol sempre volta a nascer...

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!