Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Aquele amor...

Aqueles olhos... Aquela cintura...
Ai se eu fosse menos louco.
Ah se você insistisse mais um pouco.
Quem sabe não seria real?
Quem sabe você não estaria aqui?
Quem sabe eu não sairia com outro,
Ao invés de pensar em você!
Ao invés de te querer pra mim.



No entanto eu te esclareço
Não haverá arrependimento
Nem me pedirei desculpas
Sentir sua pele macia e nua
Despertar ao lado de você
Mesmo que em pensamento
Não pode ser nenhum pecado
Nem mesmo uma penitência.

O que vai chover de críticas
Das cocotas e das maricas
Ninguém entende a necessidade
Que eu sinto da sua presença.
Me criticam pela minha essência
Falam mal da minha presença e 
Não suportam minha equidade.
Equilíbrio hoje em dia é maldade.

Tudo bem, eu não me importo.
Não farão de mim o que não sou
Nem tomaram conta das dívidas.
Portanto não me atinge o falatório
Nem vou deixar ser mais forte
O agouro ou o próprio agourento
De quem não aguenta falar de amor.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!