Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Dê um tempo...

Time to sleep...
Obrigado, agradeço de coração, Vida! Gratidão pela pausa que me deu, por esses dias que pude descansar e refletir. Tanta coisa acontecendo, dias cheios e mesmo assim eu nem dormir estava conseguindo. E os dias longos não me satisfaziam. As madrugadas não mais inspiravam. Eu me perdi.

Até que certo dia, acordo atrasado e perdido, depois de uma madrugada de insonia, leitura e várias tentativas de dormir mal sucedidas. Corro, tomo café e sem pensar muito saio de casa à pé na garoa, sem antes ouvir o subconsciente avisar: "Você não dormiu nada, cara. Deixa isso pra lá."
Não, eu tenho que ir, é minha responsabilidade, não posso faltar.

Desci a rua de casa, virei a primeira esquina devagar, encontro com meus amigos fazendo um belo churrasco. Me convidam na boa: "Chega ae cara! Come uma carninha." Afinal de contas, é domingo, dia de reunir os amigos, tomar uma cerveja e não pensar demais em nada.
Não, não posso agora, tenho um compromisso e não posso faltar. Já estou atrasado! Valeu.

Aperto o passo e ao virar a próxima esquina, dou de frente com motociclista. Fui carregado por uns metros, até que ele me derrubou no chão com força e sumiu na descida da rua dos ônibus. Que dor horrível. Filho da mãe! As pessoas do bar da outra esquina me socorreram, fui levado pro hospital, onde demorou muito para me atenderem. A dor já era minha, quase amiga, não fosse tão forte. No fim não foi nada grave e fui liberado para ir pra casa, mancando.

Alguns dias de cama para desinchar e sumirem os hematomas nas costas e na perna direita, anti-inflamatórios e relaxante muscular para ajudar, e dipirona enganando a dor. E tudo que posso fazer é agradecer esses dias de folga, de repouso e de reflexão. Gratidão pela pausa e pelo descanso que a senhora vida me deu. Lembrei que estava pedindo, não fazia muito tempo, por um descanso. A Vida ouviu meu desejo, e aproveitou o caso para me ensinar mais uma lição. Eu vou deitar agora, descansar só mais um pouquinho... pra esquecer dos problemas... pra relaxar e... depois... voltar...

Um comentário :

  1. Seu texto me remeteu a um poema que postei hoje.

    http://tubodeensaio-laboratorio.blogspot.com/2015/03/eco-propaga-as-mais-intimas-ondas.html

    ResponderExcluir

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!