Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Se eu pudesse te encontrar...

Imagina se pudéssemos todos nos encontrar?
Quando possível, quando quiséssemos?
Seria incrível, e poderíamos então nos identificar.
Saber com quem nos damos, e de vez agradecer aos que vem, mas que a gente não quer que volte.

"Seria ótimo te ver hoje! Será que é possível?
Ah, certo, hoje você tem compromisso. Entendo.
Então a gente marca outro dia. Tá bem?"

É assim que acontece, e no final, acaba não acontecendo mesmo é nada. Sem saber se há identidade ou se é só spam! A gente mantem ali naquela lista interminável de... amigos.

Mas e então, vamos nos encontrar? E acabar de vez com essa coisa louca e chata que criaram depois das redes sociais? Vem aqui, ou eu vou até aí, tanto faz! Quero todo mundo junto de novo. E todos felizes iguais.

4 comentários :

  1. Creio que pra relação entre as pessoas voltar a ser constante precisamos de assuntos novos para serem debatidos entre todos. A gente não descola da rede porque queremos ver coisas novas toda hora e isso dificilmente acontece entre as pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo, concordo que não desgrudamos da rede porque já adquirimos a necessidade frenética de novidades, de mais, de cores e de sons, tudo ao mesmo tempo, porém!
      O contato com pessoas revela muito mais novidades porque nele é possível o desenvolvimento em tempo real de cada assunto. O problema é que estamos imediatistas e sabemos nada de um monte de coisa, então não sabemos conversar, não entramos em assunto nenhum com ninguém, porque ninguém quer debater, ou desenvolver o assunto, só quer o próximo clique, que da uma pincelada numa coisa qualquer, que é novo, mas não inova, que é diferente, mas não agrega.

      Excluir
  2. Allan,nada substitui o contato físico, o olho no olho... Seria ótimo se pudéssemos todos nos encontrar.
    Parabéns garoto!

    ResponderExcluir
  3. Texto muito interessante. Hoje os encontros são através da CAM dos computadores. Os encontros pessoais são transmissões de afeições, química do gostar e calor humano. Mas os encontros virtuais, são mágicos, porque, neste pequeno espaço gigante, podemos navegar sem barco, conversar sem abrir a boca, sorrir para a frase escrita ou foto adicionada, viajar sem precisar de asas e apaixonar-se sem mesmo ver a face um do outro.
    Mas ainda assim, nada substitui um olhar cruzado, um flerte momentâneo e uma troca de sorrisos apaixonados.
    Nota 10 para seu texto e o mesmo 10 para o que ele quis nos mostrar.
    parabéns

    ResponderExcluir

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!