Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Voar muda a gente...

Experimento de voo numero 1.
Coloquem a tag no piloto!
Na cabeça de Daniel é colocado um capacete e os seguintes dizeres em uma fita crepe escrito a caneta BIC: primeiro voo cooperado. Pato.
Eles se deitam sobre o papelão que está no banco da praça e são lançados no ar fazendo uma parábola, que sobe, flutua por um tempo até cair no chão da praia, seguido de perto por um pelicano desengonçado depois de chegar no chão.

É incrível como eles nunca nos descobrem. Nós vimos aqui todos os dias e eles não sabem, parece que nem notam. É até estranho.
- Você viu, eles estão juntos por ai.
- Então eu vou falar com eles.
Fazia tempo que não saia, mas sempre quando vou nessas festas eu nunca encontro ninguém conhecido. Dessa vez eu ia encontrar o pessoal.
Quando encontrei ele com sua blusa de capuz cinza, junto de uma cópia sem graça de mim logo ordenei:
- Hey! Solicito o seu lugar por prioridade!
Não houve discussão. Logo fui dando as ordens de lançamento.
- Vamos usar o seu computador como base. Deite-se e vamos lá!
Os dizeres no capacete agora eram outros. "Entre o céu e as estrelas! / Piloto café-com-leite!"
- Lançar!!
Do lugar no banco eles foram lançados ainda mais alto e mais longe. Demoraram pra voltar. Nesse tempo eu fiquei com o meu amor na praça. E as pessoas navegavam pela cidade, em pequenos carros que vagavam pelas estreitas ruas encharcadas.

Eles desceram devagar sobre a água de novo. E eu quis saber como tinha sido.
- Foi incrível, uma sensação única! Não acredito que voei sobre o meu computador.
Nos dizeres na sua testa, agora "Não mais tão inexperiente. / Pronto?"

Agora desfilavam em um carro pilotado por eles mesmos, elogiados pela locutora, por mais que não fosse nada perfeito. E foram pela avenida principal, ovacionados e venerados. Entram no hall e então acabou-se o sonho de um amor pelo céu e por um garoto que não era mais o mesmo...

piloto, voar muda a gente

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!