Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Destino ao seu gosto...

Faça ele acontecer!
A única forma de ir contra o destino é fazendo o destino se cumprir. 
É louco, sim!
Mas mais louco é quem tenta lutar contra o destino, seja como for. Porque o destino não é um ditador, ele é um guia, e assim sendo ele sabe o que é melhor para você, pra isso ele existe. Quando você tenta ir contra, luta e esperneia contra a sua própria história, o destino tem que cumprir o trabalho de te ensinar as lições que precisa aprender nesta vida. Nessa hora, todo mundo reclama: "Ai como a vida é dura!", mas não é culpa da vida se você é cabeça dura.
Trabalhe COM o destino e você vai moldar sua realidade, de acordo com o seu próprio gosto. A vida não é um livro registrado, ela é escrita na sutileza do momento. Por isso nada que façamos forçosamente tem final feliz, e temos que aceitar isso para não sofrer, para não se decepcionar.

Vejo pessoas que usam seus conhecimentos para moldar o próprio destino com objetivos mesquinhos e desejos nada nobres. Vejo tudo isso com muita dor no coração, mas com a mente tranquila. A vida e o destino ensinam e fazem isso melhor que qualquer um, então não há razão para intervir, já que pessoas que interferem no destino delas e dos outros são muito intransigentes, então que assim seja.
Ao fazer um pedido aos céus, seja qual for sua crença ele será ouvido por espíritos de todos os níveis evolutivos, e qualquer um deles poderá te atender, exatamente como o pedido foi feito. Por isso é muito bom tomar cuidado com como pedimos alguma coisa. Mas o mais importante é não pedir nada sem pensar bem antes, evitando fazer pedidos regidos por emoções passageiras. Euforia, ansiedade, raiva e tristeza são inimigas do destino e aprisionam as pessoas numa redoma de insegurança e revolta infundada, uma das causas das cabeças-duras dos humanos. Cuidado não é o suficiente, precisamos de vigília sempre.

Lutar contra o destino não é remar contra a maré. É querer pará-la! Remar contra a maré é ser pioneiro, buscando mudanças e revolucionando sua vida e, talvez, de outras pessoas. Lutar contra o destino é revoltar-se contra sua própria essência. Desnecessário e prejudicial, uma luta que mesmo ganha, só causa destruição. Calma, tranquilidade e confiança são a chave para trabalhar com o destino, sentir o tempo, aprender com os problemas e fazer sua própria oração. Siga o coração e não haverá espaço para decepção. Só não faça isso sozinho. Não fazemos nada sozinhos, nem mesmo a Morte é solitária.
Para trabalhar com o destino não há segredo, coloque empenho verdadeiro no que você quer realizar, busque especialização e auxilio quando não souber como fazer suas tarefas e com disciplina, honestidade e humildade, aceite percorrer o caminho necessário até a linha de chegada para enfim comemorar sua vitória. Os atalhos são incertezas, decisões que podemos tomar, mas sem garantias do que vamos encontrar, somos curiosos em potencial e pegar atalhos é uma possibilidade de aprendizado sempre, contanto que tomemos cuidado para não fechar o caminho de volta ao percurso certeiro, assim sendo, podemos explorar o mundo todo. Não é fácil, nunca será, mas o destino não é um tirano. Caminhe com ele, talvez não chegue necessariamente onde você quer, mas certamente será o que você precisa.

2 comentários :

  1. Allan, te acompanho algum tempo e não tenho dúvida nenhuma em dizer que essa sua postagens é do tipo " as sete maravilhas do mundo."

    "Lutar contra o destino é revoltar-se contra sua própria essência."

    Grata

    ResponderExcluir

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!