Escolha uma palavra e deixe o Umikizu falar sobre isso...

Soneto à solidão...

Num mundo de insanidade a melhor coisa é passar tempo consigo mesmo. Não é solidão, não! É aproveitar-se! Aproveitar seus próprios gostos, suas necessidades, seus pensamentos. Aproveitar sua própria companhia, que mais você vai querer?
Companhia é sempre bem vinda, claro. Os amigos são tesouros que não são só nossos, além de terem outras pessoas que os guarde com carinho, também eles próprios precisam de um momento sozinhos.
É a salvação para nossa geração. É um descanso para a mente que está apurada tentando lembrar o azul do céu, o que é silêncio e a escuridão da noite; o acordar sem despertador. É um tesão!

Self-Taugh de Matías Sierra

Solidão não mata ninguém, meu caro
ela existe para nos salvar do mundo
uma escapatória das besteiras hostis
uma vitória para a mente ser feliz.

Solitários vivem bem consigo mesmo
pode ser incompreensível para quem,
gosta de falar e fala sem parar no dia,
mas há quem prefira mesmo calmaria.

É gostoso sentar-se consigo e pensar
bater um papo com a mente, em par
colocar pingos onde eles devem estar.

Faz bem ao coração e alivia o medo,
não é segredo que quem faz é feliz
porque acredita em si, sem falhar...

Estar sozinho é inspiração, numa noite gostosa, quente ou não, com vinho ou não, não, não, não... Não existe não quando a gente não precisa pedir permissão de nada nem a ninguém. Mas será que você se permite? Então pede pra você ter esse tempo só seu. Contigo! Diz que sim, vai...

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente. Há um mar de pensamentos e você pode pescar um peixe que ninguém mais conhece. Assim são as palavras no mar do Umikizu!